Copo de 3: Screwcap não é o que parece...

19 Maio 2006

Screwcap não é o que parece...

Depois de muitos produtores abandonarem a cortiça para as rolhas de rosca ou Screwcap eis que um recente estudo realizado pelo investigador Neo Zelandês Alan Limmer, num artigo publicado numa revista da especialidade, revela que as ditas screwcaps podem gerar aromas a enxofre.
Uma questão fundamental e que se mete é se a rolha de cortiça permite a entrada de oxigénio nos vinhos e a screwcap cria o que se denominou de SLO, sulphur-like-odour.
Alan Limmer, doutorado em Química e é director da Comissão de Vitivinicultores da Nova Zelândia, parte de um estudo baseado na oxidação e redução dos vinhos, conhecido como potencial redox, afirma que com as screwcap os vinhos envelhecem de forma diferente e a um ritmo mais lento, devido a que ao engarrafar a entrada de oxigénio é nula, o que acaba de gerar aromas denominados por SLO.
A questão pertinente colocada é se a rolha de cortiça permite uma respiração mesmo que muito reduzida, que vá permitir uma evolução mesmo que lenta acompanhada da libertação dos complexos sulfurosos revelando-se muito mais viável que as novas tecnologias de engarrafamento.
Segundo o que afirma este investigador « A screwcap favorece o aparecimento de uma reacção sulfurosa indesejada a seguir ao engarrafamento, a rolha de cortiça desfavorece essa reacção»
Afinal e pelo que parece a rolha de cortiça continua a ser o melhor vedante para os vinhos, sejam eles de consumo imediato ou de guarda... resta ver o desenvolvimento destes estudos.
E já agora uma questão para pensar:
Qual a seriedade da utilização de Vinhos com Screwcaps na Restauração ?
info retirada de Revista Enovitis nº4

Sem comentários:

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.