Copo de 3: Beja, os vinhos das planicies...

29 Junho 2006

Beja, os vinhos das planicies...

Nos tempos que correm é preciso um enófilo menos esclarecido ou algo desatento para não reparar que a zona do Alentejo onde tem aparecido mais novidades, e algumas de peso é o Baixo Alentejo e mais propriamente BEJA.

Quase que poderíamos falar numa nova Zona Vitivinícola que surge no Alentejo, seria a nona depois de Borba, Redondo, Évora, Portalegre, Reguengos, Vidigueira, Granja/Amareleja e Moura, esta nova seria sediada em Beja tal o número de produtores que tem aparecido na região nos últimos tempos.
Grandes investimentos têm surgido na zona com alguns dos mais inovadores projectos a nível de Adegas e mesmo de Enoturismo, são a nova onda de vinhos do Alentejo, que conquistam tudo e todos (basta reparar nos prémios que têm conquistado ao longo deste curto espaço de tempo) com a sua qualidade bem patente, frutos de uma enologia de ponta com alguns dos melhores enólogos a darem o seu contributo.

A destacar:

Casa de Santa Vitória : Produtor recente, tem como entrada de gama o Versátil (mudou de Insólito para Versátil), na gama média o Casa de Santa Vitória branco Tinto e rosé, depois aparece na gama média alta o Casa de Santa Vitória Reserva e como topo de gama o recente Inevitável.

Henrique Uva : Tem como vinhos de entrada de gama os Terras D´Uva Branco e Tinto, na gama média o Alfaraz e gama média alta o Alfaraz Reserva, nos próximos tempos vamos ter o lançamento do topo de gama e de uma curiosidade.

Herdade dos Grous : Começa pelos Herdade dos Grous branco e tinto, e como topo de gama o Herdade dos Grous Reserva.

Herdade da Malhadinha Nova : Novo produtor que já deu muito que falar e sempre que lança um novo vinho é motivo de notícia... como entrada de gama temos os Monte da Peceguina Tinto, Branco e Rosé, surge um varietal Aragonês da Peceguina, um inovador Pequeno João e o topo de gama da casa, Malhadinha versão Branco e Tinto.

Encosta do Guadiana : A entrada de gama é feita com o Herdade das Albernoas, seguido da gama média com os Herdade Paço do Conde Branco, Tinto e Rosé e como topo de gama o Herdade Paço do Conde Reserva.

Monte Novo e Figueirinha : Mais um produtor com vinhos bastante interessantes com preços atractivos associados a uma qualidade correcta, começando nos Alqueire, Herdade da Figueirinha, Herdade das Fontes e por fim os Fonte Mouro desde o Reserva Tinto o Colheita Seleccionada Branco e o Garrafeira Tinto.

Resta então desejar boas provas.

Sem comentários:

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.