Copo de 3: PROVA À QUINTA nº3 Bairrada Clássico

17 Dezembro 2006

PROVA À QUINTA nº3 Bairrada Clássico

Ora para responder ao desafio lançado pelo blog Krónikas Vinícolas, de provar um vinho tinto da Bairrada onde a casta Baga seja rainha, ou seja o típico clássico Bairradino.
Digamos que na minha garrafeira os vinhos da Bairrada são caso raro, dos poucos que tenho dominam claramente os chamados clássicos sendo a última colheita adquirida a de 1997, falta de interesse, perfil de vinho que não agrada, talvez a casta Baga nunca me tenha convencido realmente... enfim muitos podem ser os motivos, o certo é que dos novos já tenho comprado alguns e tenho gostado bem mais.
O vinho que provei para a PROVA À QUINTA é um dos chamados clássicos, um vinho da Coop da Mealhada, 100% Baga com 12,5% seria bem encaixado na primeira iniciativa.

Encosta de Mouros Baga Reserva 1995
Castas: 100% Baga - Estágio: Não indicado - 12,5% Vol.

Tonalidade com centro granada e rebordo bem marcado pelo tempo apresentando uma tonalidade tijolo bem marcante.
Nariz de aroma a mostrar sinal de um vinho muito evoluido, fruta em compota, couro, madeira velha, cacau e tabaco, baunilha suave em fundo com ligeiro vegetal em companhia de notas de licor.
Boca com estrutura muito ligeira, a acidez ainda se encontra presente a dar frescura ao conjunto, fruta em compota, rasto vegetal presente mas sem incomodar, tudo muito simples e delicado, digamos que preso por arames, final curto e sem vida.

Um vinho sem memória que se encontra perdido no espaço e no tempo...
10

PS: o novo desafio foi lançado pelo Elixir de Baco e consiste em saber se existem além das castas: Touriga Nacional, Aragones (Tinta Roriz), Trincadeira e Baga, boas castas para a realização de bons varietais, resta desejar boa caçada.

2 comentários:

fernando machado disse...

ola, decerto que o vinho escolhido para a prova foi sugestão de alguém ou então um tiro no escuro pra ver se se acerta em alguma coisa...
então com tantos bons vinhos na bairrada bastava inquirir...
o vinho que provou já devia ter sido consumido há uns cinco anos atrás quando as suas propriedades (talvez) estivessem intactas
mas porquê a escolha deste vinho?
luis pato, bagéiras, são joão, conde cantanhede, campolargo etç
p´ra próxima já sabe

Copo de 3 disse...

Caro Fernando Machado, seja bem vindo ao Copo de 3, o vinho que provei foi escolhido por minha iniciativa, estava curioso em saber o seu estado de saúde, pois é dito que a Baga evolui muito bem, neste caso não foi o que aconteceu e o vinho estava mais morto que vivo, infelizmente.

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.