Copo de 3: Quinta das Marias Alfrocheiro 2004

18 Fevereiro 2008

Quinta das Marias Alfrocheiro 2004

Após quase 10 anos a produzir vinhos, a afirmação chegou no ano passado com o lançamento no mercado de um conjunto de vinhos onde a qualidade inegável os levou a brilhar ao mais alto nível. Para os mais distraidos seria o surgir da Quinta das Marias, produtor situado no Dão, onde os 8ha de terra situados entre as margens dos rios Dão e Mondego, no meio de colinas de granito são um local ideal para a produção de vinho.
O produtor Peter Eckert, tem como objectivo principal a qualidade, o aumento de produção fica fora de questão, ficando apenas e só a vontade de apurar cada vez mais a qualidade, o que de certa forma se traduz numa produção de pequena escala, permitindo numerar todas as garrafas produzidas.
Apostando essencialmente nas castas tradicionais do Dão, os seus vinhos variam entre os extremes de Touriga Nacional, Alfrocheiro ou Encruzado, até aos vinhos de lote como o Cuvée TT e o Quinta das Marias, ou bem mais recentemente o Garrafeira.
Em prova um extreme de uma das castas tintas da região, o Alfrocheiro, aqui na sua versão de 2004.

Quinta das Marias Alfrocheiro 2004 Castas: 100% Alfrocheiro - Estágio: - 15% Vol.

Tonalidade granada escuro de concentração média/alta, com ligeiro toque glicérico. Nariz que nos remete para um perfil escuro, fresco e guloso, quase que leva a imaginar um túnel na sua profundidade e feito de chocolate preto com muita fruta negra madura banhada na sua geleia. Do fundo emanam aromas de café torrado, especiarias doces (canela, cravinho) e baunilha, aconchegam em tom morno o provador. Dentro de toda a sua complexidade, o chão é mineral com reminiscências de cariz químico e alguma esteva que paira em segundo plano. Boca de entrada fresca, estruturado e com corpo médio, macio com passagem boca fresca e sem percalços. A fruta madura com vegetal em grande sincronia, unem-se a apontamentos de tosta e chocolate preto, especiarias encaminham o provador para um final mineral com ponta balsâmica, de bela persistência.

É um vinho de puro prazer, por tudo aquilo que mostra e desperta o lado mais guloso de cada um. Tem um grande equilíbrio, mostra harmonia e delicadeza no trato, tem uma frescura sempre presente e que de certa forma impede que se torne enjoativo a quem dele se aproxima. Um belo exemplar de Alfrocheiro, com preço a rondar os 17€ por garrafa, pena que foram feitas apenas 1580 cabendo a esta o nº1009.
16,5

Sem comentários:

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.