Copo de 3: Arenae Ramisco 2002

14 Julho 2008

Arenae Ramisco 2002

Entre a Serra de Sintra e o Oceano Atlântico, a 25km a Noroeste de Lisboa, situa-se uma pequena zona vitícola muito antiga com produção a remontar ao ano de 1255, aquela que é a Região Demarcada (desde 1908) mais ocidental da Europa continental e a mais pequena região produtora de vinhos tranquilos do pais.
Colares foi ganhando fama com os seus vinhos já lá vai o tempo, a nomeada dos vinhos de Colares foi reforçada quando da violenta invasão da filoxera, que em 1865 iniciou a devastação de uma grande parte das regiões vinícolas de Portugal, não haver atacado as vinhas de Colares, para o que muito contribuíram as condições dos seus terrenos arenosos, em que o daninho insecto não conseguiu penetrar.
No entanto, sabe-se que quando, em 1255, D. Afonso III fez a doação do Reguengo de Colares a Pedro Miguel e a sua mulher Maria Estêvão os obrigou a plantar as videiras que ele mandara vir de França. Vê-se, assim, que desde o século XIII, o vinho de Colares tem carta de nobreza, sendo levado frequentemente às mesas reais.
O exemplar em prova é produzido pela Adega Regional de Colares que foi fundada em 1931, reunindo mais de 50% da produção da região e mais de 90% dos produtores da mesma, merecendo a sua adega uma visita atenta e os seus vinhos uma prova dedicada, pois fazem parte de um património que não se pode nem deve esquecer, os Vinhos de Colares.

Arenae Colares Ramisco 2002
Casta: Ramisco - Estágio: 4 anos, passando primeiro por barricas de carvalho, seguindo-se grandes tonéis de madeiras exóticas e por fim estágio em garrafa. - 12,5% Vol.

Tonalidade ruby escuro de mediana intensidade.

Nariz com aroma de média intensidade, mostra-se com frescura presente com fruta vermelha bem madura, na delicadeza do conjunto surge notas de madeira (móvel antigo) e aroma a lembrar resina, com ligeiro vegetal a recordar mato rasteiro. Em todo este bouquet um ligeiro toque de frutos secos surge como de segundo plano, revivem-se os pinhões acabados de tirar da casca. Tudo muito bem composto com complexidade muito fina e delicada, em final que relembra um toque de iodo.

Boca com entrada fresca e de estrutura mediana, perfilado como um vinho elegante e polido, onde a frescura se coloca a par de uma delicadeza muito própria. Com a fruta vermelha presente em tom maduro é acompanhada de ligeiro vegetal a recordar um toque resinoso. O toque da madeira mostra-se presente no intuito de um arredondamento, sem nunca deixar de lado a ligeira secura vegetal com toque de fumo, que se funde em final mineral.

Como nota de conclusão, gostaria de renovar aquilo que disse quando provei a edição de 2000 deste vinho, um perfil que não se prova todos os dias, uma belíssima lição para quem o prova, um vinho que precisa de uma abertura de mentalidade para encontrar um perfil fora de moda, um perfil diferente e que corremos o risco de poder voltar a encontrar, este mostra que tem algo apenas seu, talvez seja o tempo e a tipicidade que lhe corre na alma, muito agradável e delicado, difícil não gostar, uma finesse e um bouquet diferentes.
Quantos vinhos de Ramisco já conhece ? Então que espera...
16

4 comentários:

Kroniketas disse...

São os persistentes que ainda lutam por se manter vivos. Agora a Fundação Oriente também está na luta, e oxalá que consigam levar s sua avante. Há uns 10 anos conseguia-se enconttar uns vinhos de Colares muito bons do produtor Paulo da Silva, que agora ainda aparece aí com o Colares Chitas. Mas há seguramente uns 10 anos que não provo um vinho destes.

Copo de 3 disse...

Então deixo a minha sugestão de provarem este Ramisco e o Malvasia.

São vinhos com uma produção a rondar as 4000 garrafas e um preço a rondar os 8-9€ pelo que valem e muito ser conhecidos e provados.

Grapejuices disse...

Disculpe que nao posso entender tudo (in the blog). Eu nao seu Portuguese.

Are these Rasmisco wines still produced? If so which producer could be recommended for trying the rare Rasmisco? thanks for posting this

Copo de 3 disse...

Hi

You can find the Arenae Ramisco in the producer, Adega Regional de Colares.

Address:
Alameda Coronel Linhares de Lima - Várzea de Colares
2705-351 COLARES

Phone:
219291210

Cheers

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.